Pandemia tira até um quarto do rendimento dos trabalhadores